Photo by Brooke Cagle on Unsplash

5 Factos sobre ‘Talent as a service’

O “talent as a service” ou “talento como serviço” é um modelo de aquisição de profissionais que consiste no acesso a especialistas através de uma plataforma que regula um contrato de prestação de serviços apenas pelo escopo e tempo desejado. A modalidade ganhou muita força no último ano por ser a solução ideal para momentos de incerteza e instabilidade, permitindo que a força de trabalho se adapte à demanda do momento. Com base nesse pressuposto, nós reunimos 5 factos sobre ‘Talent as a Service’

O “talent as a service” ou “talento como serviço” é um modelo de aquisição de profissionais que consiste no acesso a especialistas através de uma plataforma que regula um contrato de prestação de serviços apenas pelo escopo e tempo desejado.

A modalidade ganhou muita força no último ano por ser a solução ideal para momentos de incerteza e instabilidade, permitindo que a força de trabalho se adapte à demanda do momento. Com base nesse pressuposto, nós reunimos 5 factos sobre “Talent as a Service”:

 

Flexibilidade: A principal característica deste modelo é a flexibilidade. Os contratos variam de poucas semanas até 1 ano e a duração pode ser ajustada até mesmo com o projeto em andamento. Isso permite que as empresas consigam entregar projetos com a ajuda de profissionais externos mesmo quando não conseguem prever o escopo de longo prazo.

 

Rapidez: Com a utilização de plataformas digitais as empresas conseguem receber os perfis dos candidatos ao projeto submetido em até 72h, o que torna essa uma solução muito mais ágil do que a contratação formal ou mesmo o outsourcing tradicional, sendo a solução mais rápida para integrar uma nova habilidade a uma equipa existente.

 

Equilíbrio financeiro: No “Talent as a service” utilizam-se contratos de prestação de serviços e com tempo determinado o que permite que o profissional ganhe mais e que a empresa pague menos quando comparado a diversas alternativas como consultoras, contratação de longo prazo ou bodyshop.

 

One-stop-shop: Muitas vezes um único contrato com uma plataforma de “talent as a service” permite o acesso a profissionais de diversas áreas como tecnologia, TI, marketing, contabilidade, auditoria e muito mais, diminuindo a complexidade e burocracia na aquisição de profissionais.

 

Acesso: O modelo permite que empresas acessem a profissionais reconhecidos que em geral são movidos a desafios, tendo passado por grandes empresas e projetos complexos. Esses profissionais chegam à empresa com uma visão consultiva e entregam muito além da habilidade contratada podendo proporcional uma real vantagem competitiva para a empresa que contrata.

 

Por esses pontos o modelo de “talent as a service” é considerado o modelo do futuro do trabalho. Em resumo, ele permite que empresas tenham maior agilidade para resolver desafios e que profissionais qualificados possam ter maior flexibilidade nas suas carreiras.

Imagem1

Nilton Constantino
Partner & CEO Europe
Alstra Technologies Europe Lda

Últimas notícias

Este Natal faça uma família sorrir! Campanha solidária
  Este Natal faça uma família sorrir! O Guimarães Marca e a Set.up Guimarães juntaram-se à Delegação da Cruz Vermelha
Read more.
Responsabilidade Social Corporativa em Portugal
Iniciativa decorreu no âmbito do programa europeu de aprendizagem e troca de experiências e de promoção de soluções para problemas
Read more.
Curso de Inovação, Comunicação e Empreendedorismo em Medicina
  Entre 15 de novembro e 10 de dezembro, integrado na unidade curricular Percursos Complementares em Medicina, decorrerá o curso de
Read more.
Plataforma Urbana de Guimarães em destaque no congresso realizado em Barcelona
  Iniciativa permite obter respostas aos desafios diários, através da digitalização, com base nos dados recolhidos em meio urbano.   A
Read more.