No próximo dia 19 de novembro o Município de Guimarães através do Guimarães Marca irá organizar uma sessão para debater O estado de arte da Responsabilidade Social Corporativa em Portugal, a sessão contará com alguns convidados que irão partilhar a sua experiência sobre esta temática:

  • Elisete Carvalho | Responsável de Recursos Humanos da Auchan
  • Helena Loureiro | Representante Regional Norte da Portugal Inovação Social
  • Rui Pedroto | Presidente da Assembleia Geral do GRACE

A inscrição para participar na sessão deverá ser feita através de e-mail para o endereço guimaraesmarca@cm-guimaraes.pt

19 de novembro | 14h30-16h30

LOCAL : Centro Internacional das Artes José de Guimarães (CIAJG)
Av. Conde Margaride, 175, 4810-525 Guimarães (SALA DE VIDEOCONFERÊNCIAS)

 


 

Sobre o URBACT Cities4CSR

O URBACT Cities4CSR é um programa europeu de aprendizagem e troca de experiências, na promoção e desenvolvimento de soluções para problemas e desafios que se colocam nas áreas urbanas. O projeto tem dois grandes objetivos: estabelecer relações entre a oferta de ações de responsabilidade social corporativa e as necessidades das instituições sociais locais e partilhar e replicar essas boas práticas.
Esta iniciativa conta com a presença de 10 cidades internacionais: Milão (Itália), Nantes (França), Bratislava (Eslováquia), Sofia (Bulgária), Budaors (Hungria), Molina de Segura (Espanha), Bratsa (Bulgária), Kekava (Letónia) e Rijeka (Croácia), Rijeka (Croácia) e Guimarães (Portugal).

O URBACT Cities4CSR Guimarães está a trabalhar no desenvolvimento de uma plataforma tecnológica colaborativa, que permitirá a articulação entre empresas e organizações de solidariedade social, cultural e desportivas. Como objetivo final o município pretende reforçar a capacidade de apoio social através de melhoria das políticas públicas locais e a elaboração de uma estratégia local ancorada no tecido empresarial para a promoção e dinamização de ações de Responsabilidade Social Corporativa.

A plataforma digital servirá para conectar aqueles que precisam de assistência e aqueles dispostos a ajudar. Atualmente Guimarães carece de um mecanismo sólido para a articulação entre empresas e as organizações de solidariedade social, cultural e desportivas.

Numa fase inicial serão envolvidas as empresas que pertencem ao Guimarães Marca e as Instituições de Solidariedade Social que integram o Conselho Local de Acção Social. Na segunda fase do projeto (que decorrerá até agosto de 2022) pretende-se envolver um maior número quer de empresas como de instituições de Solidariedade, Culturais e Desportivas.

Até agora desenvolveram-se reuniões de trabalho do Grupo de Ação Local (GAL), do qual participam o Município de Guimarães, algumas empresas da comunidade Guimarães Marca e várias instituições da rede Local de Ação Social de Guimarães.